top of page

Construindo o futuro sustentável: o poder do Green Building




Hoje, mais do que nunca, estamos testemunhando um despertar global para a importância da sustentabilidade em todos os aspectos de nossas vidas. Da alimentação à mobilidade, pessoas e empresas se esforçam de forma significativa para reduzir seu impacto ambiental. Um setor que tem desempenhado um papel crucial nessa transformação é o da construção, mais precisamente o da construção sustentável, também chamada de Green Building.


Por isso, vamos explorar o tema a fundo e mergulhar em seu conceito, além de explorar os principais benefícios dessa tendência que veio para ficar. Também vamos passar pela Certificação LEED e mostrar o caminho para contribuir com a construção de um futuro mais sustentável. Vamos lá?


O que são construções sustentáveis?


A construção sustentável, construção verde ou Green Building não é apenas uma tendência passageira. Aliás, não podemos nem mais chamá-la de tendência apenas. É mais do que isso. É um compromisso com a construção de edifícios que respeitem o meio ambiente, reduzam o consumo de recursos naturais e ofereçam espaços mais saudáveis e eficientes. 


No entanto, um edifício verde não é apenas verde. Construções ecológicas envolvem o uso de tecnologias e práticas inovadoras — desde o processo de concepção até a ocupação, para alcançar metas ambientais, econômicas e sociais. 


Dessa forma, uma edificação sustentável leva em conta tudo ao seu redor através do melhor aproveitamento dos recursos disponíveis. Prioriza a eficiência energética, reaproveita a água, otimiza o canteiro de obras, ajuda no processo de descarbonização e reduz a necessidade de manutenção, entre outras práticas. 


Em poucas palavras, o Green Building envolve um processo ambientalmente responsável e alinhado aos objetivos ESG (Environmental, Social and Governance). Em uma escala maior, o conceito representa o desenvolvimento de cidades mais sustentáveis para melhorar a qualidade de vida de seus moradores e contribuir para o seu crescimento. 

 

Quais os benefícios do Green Building?


Os benefícios do Green Building vão além dos impactos positivos para o meio ambiente e se estendem também para a vida das pessoas. Afinal, suas práticas se apoiam no aproveitamento mais eficiente dos recursos naturais, como a adoção da energia solar ou a redução na produção de resíduos sólidos. 


Menor impacto ambiental


Edifícios verdes consomem menos energia e água, reduzindo as emissões de gases do efeito estufa e a pegada hídrica. Além disso, o uso de materiais sustentáveis e a gestão eficiente de resíduos com o descarte correto previnem o desperdício, incentivam o reuso e contribuem para a conservação dos recursos naturais. 

 

Economia para o bolso


Embora o investimento inicial em tecnologias verdes possa ser um pouco mais alto, os edifícios sustentáveis tendem a gerar economias significativas a longo prazo. Isso ocorre devido a contas de energia e manutenção mais baixas, que, no decorrer do tempo, levam se transformam em economia financeira. 

 

Maior qualidade de vida


Construções com base no Green Building são projetadas para oferecer ambientes mais saudáveis. Isso inclui melhor qualidade do ar interior, iluminação natural e espaços que promovem o bem-estar dos ocupantes. No ambiente profissional, práticas verdes podem melhorar a produtividade enquanto proporcionam melhores condições de trabalho. 

 

Qual a importância da Certificação LEED?

 

A fim de mensurar e comprovar o compromisso com a sustentabilidade, construções ecológicas podem buscar certificações. Elas servem como selos de qualidade para atestar a implementação de práticas do Green Building. Uma delas é a Certificação LEED, criada em 2000 pelo USGBC (United States Green Building).


A Certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) é um dos padrões mais reconhecidos internacionalmente para edifícios sustentáveis. Chegou ao Brasil em 2007 por intermédio do Green Building Council (GBC). Em português, a sigla significa Liderança em Energia e Design Ambiental. 


De forma sistemática e mensurável, ela avalia o desempenho ambiental e energético de um edifício em várias categorias, como eficiência energética, uso de materiais e recursos, qualidade ambiental interna e inovação. Há quatro níveis de certificação conforme a pontuação alcançada: 


  • Certified (40 a 49 pontos);

  • Silver (50 a 49 pontos);

  • Gold (60 a 79 pontos);

  • Platinum (+80 pontos).


Obter uma certificação LEED demonstra um compromisso sério com a sustentabilidade, o que impacta diretamente na sua credibilidade. De acordo com o ranking mundial de sustentabilidade mais recente do USGBC, o Brasil está entre os dez países com o maior volume de construções sustentáveis, ocupando a 4ª posição. 

 

Como você pode contribuir?

 

Se você trabalha no setor da construção, considere a adoção de práticas sustentáveis em seus projetos. Isso pode incluir o uso de materiais eco-friendly, a implementação de tecnologias de energia renovável e a otimização da eficiência energética. 


Se você é um consumidor, apoie empresas e empreendimentos que adotam práticas sustentáveis. Escolher viver ou trabalhar em edifícios verdes é uma maneira tangível de promover um futuro mais sustentável.


Debate em Gramado


Além disso, participar de iniciativas e até mesmo painéis que colocam o tema em pauta também é uma forma de contribuir. Recentemente a Câmara de Vereadores de Gramado e o Movimento Ambientalista da Região das Hortênsias (MARH) — ambos parceiros do evento Líderes Sustentáveis — promoveram o debate Green Building: Construindo Cidades + Sustentáveis.

 

O arquiteto Roberto Teitelroit apresentou o tema Green Building, enquanto o engenheiro Ricciano Liberali apresentou como o conceito é aplicado. Para finalizar, o engenheiro Bernardo Tomazelli da Planta (Entidade Gramadense para o Desenvolvimento Imobiliário  Sustentável) falou sobre desenvolvimento imobiliário e sustentabilidade com foco em Gramado.


Temas ligados aos objetivos ESG, como a economia circular e a agenda 2030 também ganharam destaque durante o evento, pontuando a importância das práticas de sustentabilidade na redução do impacto da indústria da construção civil dentro das cidades. Entre os participantes, representantes do poder público, empresários, profissionais do setor imobiliário e comunidade. 


O Green Building não é apenas uma tendência, é uma necessidade em prol do melhor uso dos recursos naturais, menor impacto ao meio ambiente e maior qualidade de vida. Estamos enfrentando desafios ambientais globais e, diante disso, nossas escolhas podem desempenhar um papel fundamental na mitigação deles. Conforme avançamos, vale lembrar que cada edifício verde é um passo em direção a um futuro mais limpo e mais saudável para todos nós. Vamos construir o futuro sustentável, tijolo por tijolo.


Durante a segunda edição do evento Líderes Sustentáveis, que acontecerá em Gramado, Rio Grande do Sul, nos dias 23 e 24 de abril de 2024, os participantes poderão saber mais sobre indicadores e certificações, temas abordados nas palestras de Gláucia Térreo e também de Ana Rocha.


Que tal dar o primeiro passo compartilhando o artigo em suas redes sociais? Ajude você também a despertar a conscientização sobre os benefícios das construções sustentáveis.




22 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


O setor da construção civil deveria rever urgentemente medidas para reduzir o seu impacto no meio ambiente.

Like
bottom of page